1 comment

Join the conversation
  • Elisa Sayuri - 26 de julho de 2005 reply

    Nossa vida vale sim, e muito. Pena que ela é frágil e suscetível a atos intolerantes que acabam gerando comportamentos incoerentes.
    Aí vem outra pergunta que não quer calar: quem disse que existe coerência no mundo?
    E outra máxima: vamos viver intensamente cada segundo como se fosse o último! Carpe diem!!!
    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *