Vivamos um dia de cada vez

No último dia do mês de dezembro, com algumas diferenças de fuso-horário, alguns bilhões de seres humanos comemoram a chegada de um novo ano. Uns com mais recursos, outros com menos. Uns com espumante importada e lombo assado, outros com lentilha e sidra de maçã. O que iguala a todos é o sentimento de que

O Papai Noel existe

Não lembro como foi pra mim lidar com a descoberta sobre a inexistência do Papai Noel. Sei que eu  acreditava muito nele, que o aguardava mesmo sabendo que ele nunca se deixaria ser visto, mas a circunstância como soube que ele era uma invenção dos adultos é um buraco negro na minha infância. Não há

Duas coisas sobre o Natal

O Natal pode ser como aquele pai que abaixa-se até a estatura do filho sempre que precisa lhe dizer algo importante. Olhando nos meus e nos seus olhos, neste dia santo, Ele diz duas coisas — e as enumera como forma de valorizá-las: — Vou lhe dizer duas coisas. Surpresos, você e eu não esboçamos

A ilha dos sentimentos

“Era uma vez uma ilha muito bonita de uma natureza indescritível, onde viviam todos os sentimentos e valores do homem: o bom humor, a tristeza, a sabedoria… como também todos os outros, incluindo o amor. Certo dia, eles foram avisados que a ilha estava prestes a afundar, e então todos prepararam os seus navios e

Rondando a macieira

Cheguei pro Bento, meu afilhado de oito anos, e o convidei para o aniversário do filho de um amigo. Ele os conhecia de vista. Fez cara de dúvida e não me respondeu na hora. Eu disse que tudo bem se ele não quisesse ir, que era só um convite. Dias depois, tendo que dar um

Para ser grande

Para ser grande, sê inteiro: nada Teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és No mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda Brilha, porque alta vive. Ricardo Reis, 14-2-1933, heterônimo de Fernando Pessoa

Somos todos Pedro

É bastante improvável estar na Igreja São Pedro, situada na Avenida Cristóvão Colombo, em Porto Alegre, e não perder-se olhando para os três belos vitrais que estão no topo do seu altar.  Naquela noite, enquanto eu ouvia as belas canções do coral, eu me perdi.  Sempre que assumimos algum desafio, do menor ao maior, somos

Meus 15 meses

O Gustavo é nosso afilhado, e há pouco completou seu primeiro ano de vida. Gosto de observar como ele percebe o mundo ao redor, o frescor de cada nova experiência, o sabor, as cores, o barulho, o cheiro e a textura de cada novo instante. Mas antes de olharmos para o Gugu, olhemos para você.

Missão ou omissão: como jogar bola sem pisar na grama?

No dia de 20 de abril de 2017, eu recebi pessoas muito queridas (algumas pessoalmente e outras de forma digital) no auditório da Rádio Aliança para lançar oficialmente o livro O CLJ me enganou. Entre aqueles que eu havia convidado para me ajudar a transmitir a mensagem que o livro expressa, estavo Rodrigo Grecco, compositor de inúmeras

Há um rato na sala

A dependência química é um mal inevitável às famílias. Mas é preciso que reconheçamos que ele é só um sintoma inevitável de problemas muito mais graves.