É bela a vida que se dá

1 comment

Somos todos diferentes. E embora sejamos únicos, há algo comum em nosso interior: a presença de Deus. Um Deus que quer se realizar neste mundo por meio de nós, usando nossa luz, dando sabor com o nosso sal.

E ser sal e luz do mundo é isso: gastar-nos sendo nós mesmos, atendendo ao chamado particular que Deus nos faz a cada dia. 

Gosto do exemplo simples da vela. Ela foi criada para iluminar. Sua cera a põe de pé com este único propósito. Quanto mais ilumina, mais morre. Quando mais morre, mais permite aos outros enxergar as maravilhas deste mundo. E isso não lhe dói; pelo contrário, a vela é um exemplo de plenitude: é feliz gastando-se em sua missão.

Somos chamados a ser vela. Mas não é fácil. Não é fácil ouvir o chamado no meio de tanto barulho, de tanta distração, de tanta efemeridade que nos é vendida como tesouro. Não é fácil identificar o chamado e assumi-lo em uma realidade em que o valor humano não é medido pelo coração. 

Como diz o Padre Fábio de Melo, “precisamos dilatar as consciências que temos acerca de nossas verdades. É assim que Deus ganha espaço em nós. Quanto mais conscientes do que somos, fazemos e podemos, muito mais próximos estaremos da realização para a qual fomos projetados”.

Você e eu fomos projetados para a felicidade. E a nossa felicidade reside no sutil e delicado ponto onde se encontram dois aspectos de nosso eu: aquele que nos realiza e aquele que deixa o mundo um pouco melhor.

Neste dia 13 de maio de 2017 completo 35 anos. Rogo a Deus que, com a intercessão de Nossa Senhora de Fátima, me dê saúde e inteireza para sempre me realizar em uma vida que é bela porque se dá.

julianorigattiÉ bela a vida que se dá

1 comment

Join the conversation
  • Lilian Brandão - 13 de maio de 2017 reply

    Bela reflexão sobre nossa missão no mundo. Todos temos um papel ou vários papéis a desempenhar. Que Deus nos de discernimento e sabedoria para entende-Los. Tudo para a glória de Deus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *