Leia até aqui.

1 comment

Brincadeira. Leia sempre um pouco mais. A Internet comprovadamente nos consome ao menos 10% a mais de tempo para ler a mesma quantidade de texto do papel, aquele comum, tipo o do jornal. Isso, decerto, pela trabalheira de lidar com uma ou outra barra de rolagem, um botão aqui, outro acolá. Tem também os vários links interessantes que nos dispersam. Sem falar na pilha horizontal de janelas que estão abertas ali embaixo, na barra de tarefas. Fora o magrão ou a guria que insiste a piscar no msn ou nos outros softwares de conversa instantânea.

Eu sei, é dura a batalha. Antes não era assim. Aposto. O cara quando ia ler alguma coisa que chegava, rasgava o envelope, que até então era a única coisa que lhe desviava o foco. Depois de rasgada a pontinha aquela, suficiente pra fazer o rasgo maior por onde sairia o papel escrito, nada mais o impediria de ler. Lia, relia. Sabe lá se não lia uma terceira vez. Faria o que se não isso? Reler o jornal? A revista, se existia. Ligava o rádio e fica olhando pro nada.

Somos produtos da evolução e da convergência das mídias, sei. E o passado também não devia ser tão monótono como tentei convencer ali em cima. Mas insiste mais sempre. Ler, como bem sabemos e ouvimos por aí, só faz bem. Leia de tudo e mais. Leia até isso aqui quando te sobrar um tempo. E se tiver mais algum, comente. Ficarei bem agradecido.

No começo, tinha me comprometido de escrever a quantidade certinha pra caber na tela do teu monitor quando abrisse a Uzina, sem precisar rolar. Mas, sério, não deu. E temo não dar na maioria das vezes. Por isso, a clemência por compreensão.

Dê sempre um pouco mais de crédito para esse humilde comunicador, humilde futuro jornalista. Leia até aqui. Feito, consegui.

Juliano RigattiLeia até aqui.

1 comment

Join the conversation
  • Anonymous - 28 de janeiro de 2005 reply

    Perfeito. Bem verdade isso.
    É por isso que eu prefiro a música, não precisa de barra de rolagem !!!
    Adicionado: CTRL+D

    Franco – http://www.radiofonia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *